Dr. João Daniel Caliman e Gurgel Otorrinolaringologia e Cirurgia Crânio-maxilo-facial Mestrado e Doutorado em Medicina

Telefone: 27 3371-6836

Procedimento

Rinoplastia (cirurgia plástica do nariz)

Rinoplastia (cirurgia plástica do nariz)

A cirurgia plástica do nariz (rinoplastia) moderna tem como princípio básico a obtenção de um nariz bonito e funcional. Em outras palavras, a manutenção da função respiratória deve ser uma prioridade absoluta. Nesta cirurgia, as cartilagens e ossos que formam o esqueleto do nariz são esculpidos de acordo com as características do nariz e da face do paciente.

Frequentemente é necessária a utilização enxertos de cartilagem, retirados do próprio nariz ou da orelha, para corrigir as alterações de contorno e fortalecer o esqueleto remanescente. Em casos onde há dificuldade respiratória, pode ser necessário corrigir desvios do septo nasal e das outras estruturas que formam as vias responsáveis pela passagem do ar.

Infelizmente, dentre todas as cirurgias plásticas, é na rinoplastia que os pacientes mais escutam histórias de resultados ruins, artificiais e de problemas respiratórios após sua realização. A rinoplastia realmente é a cirurgia plástica mais “elaborada”, necessitando um cirurgião experiente e perfeccionista, e de preferência especialista neste procedimento.

Embora não exista a especialidade "rinoplastia" ou "rinologia", existem profissionais que se dedicam mais a determinado procedimento. As especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para o tratamento cirúrgico (estético e funcional) do nariz são a otorrinolaringologia e a cirurgia plástica. A formação em cirurgia Crânio-maxilo-facial facilita ainda mais a compreensão de todo o esqueleto facial e o refinamento da técnica cirúrgica.

A utilização da cirurgia videoendoscópica permite um controle maior do campo operatório e, por conseguinte, do sangramento, o que nos permite descartar o uso de tampões nasais ou qualquer outro tipo de material dentro do nariz. Ou seja, em 99% das vezes o paciente acorda da cirurgia respirando normalmente pelo nariz. Após algumas horas, há uma tendência natural à obstrução nasal parcial ou total devido ao edema (inchaço) da parte interna do nariz. Essa obstrução cessará em alguns dias.

Orientações pré e Pós-operatórias:

* Não utilize medicações contendo AAS ( Ácido Acetilsalicílico ) ou derivados por 2 semanas antes e 1 semana após a cirurgia plástica do nariz.

* Evite o uso de vitamina E (mais que 600U/dia), vitamina C (mais que 1g/dia), GinkgoBiloba, Arnica, Ginseng ou outras ervas medicinais por uma semana antes da cirurgia.

* Evite ainda o uso de qualquer medicação antinflamatória (diclofenano, nimesulida, cetoprofeno, entre outros) por uma semana antes da cirurgia

* Programe suas atividades sociais, domésticas ou escolares, de modo a não se tornar indispensável a terceiros, por um período de entre 10 e 15 dias.

* Tenha repouso absoluto e inclusive evite abaixar a cabeça nos dois primeiros dias após a cirurgia.

* Esforços físicos acentuados são permitidos somente após 30 dias.

* Evite o sol por dois meses. Após este período, use filtro solar com FPS igual ou maior que 30.

* O curativo externo é removido por volta do 14º dia pós-operatório. Durante este período é conveniente não retirar nem molhar o curativo.

* Para limpar a pele da face use gaze com sabonete líquido.

* Os cabelos podem ser lavados com a cabeça para trás (com realizado em salões de beleza).

* Serão prescritos antibióticos, anti-inflamatórios e discutidos os cuidados locais no pós-operatório.

* Pode-se realizar a remoção de crostas hemáticas das entradas das narinas com cotonete e água oxigenada (10 vol) nos primeiros dias.

* Lavagem nasal com soro fisiológico 0,9% deverá ser realizada durante todo o 1º mês, inicialmente pelo menos quatro vezes ao dia. Deve-se instilar o soro pelo nariz preferencialmente com uma seringa para a lavagem completa da cavidade nasal. Será prescrito medicamento de uso intranasal para ser utilizado após a lavagem do nariz nos primeiros sete a 10 dias.

*Apesar de não utilizarmos mais os tampões nasais, a obstrução nasal é muito comum na 1ª semana pós-operatória e é a queixa mais frequente, podendo dificultar a lavagem nasal nos primeiros dias.

* Sangramentos discretos são comuns nos primeiros dias, principalmente no primeiro dia pós-operatório.

* Sangramentos intensos são raros, mas podem ocorrer até que a parte interna de seu nariz esteja completamente cicatrizada (por volta de 30 dias após o procedimento). Avise seu médico imediatamente em caso de sangramento abundante.

* A cicatrização da porção externa do nariz é demorada. Cerca de 70% do inchaço regride até o 3º mês, porém, os 30% restantes podem demorar até um ano.

* Nas rinoplastias, podem ocorrer equimoses/hematomas nas pálpebras inferiores que geralmente regridem rapidamente (cerca de 2 semanas). É muito importante evitar o sol neste período para que a pele não fique manchada.

* A ponta do nariz frequentemente fica dormente e endurecida após a rinoplastia. Não se preocupe com isso. A sensibilidade normalmente retorna ao normal ao longo de alguns meses.

* O uso de óculos é permitido após a retirada do curativo externo.

Obs: De acordo com a Resolução Federal de Medicina nº 1.701/2003 é vedado ao médico expor figura de paciente ainda que com autorização expressa do mesmo.